quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

"Miúdos a Votos: quais os livros + fixes"




Numa iniciativa inédita, a Rede de Bibliotecas Escolares e a VISÃO Júnior organizam, durante o presente ano letivo, a eleição dos livros preferidos das crianças e jovens portugueses.
Esta iniciativa, que dá pelo nome de “Miúdos a votos: quais os livros mais fixes?”, visa, para além de promover o livro e a leitura, dar a conhecer em profundidade como se desenrola um processo eleitoral e para que serve, dando voz às crianças e jovens portugueses, habitualmente pouco auscultados em processos de decisão que lhes dizem respeito, ajudando a formar cidadãos de pleno direito.
Depois de as escolas, através das Bibliotecas Escolares, terem procedido à sua inscrição, manifestando interesse em participar nesta iniciativa – o que corresponde, num ato eleitoral, à Fase de recenseamento – os alunos, até ao 9.º ano de escolaridade, apresentaram a sua candidatura, com a proposta de um livro cuja leitura tenham gostado particularmente.
A partir de todos os títulos apresentados pelos alunos do país foi constituída uma lista final nacional dos livros que vão a votos no dia 17 de março. Para entrar na referida lista, cada livro proposto teve que reunir um número mínimo de 20 candidaturas a nível nacional, tal como um candidato a umas eleições presidenciais tem que apresentar um número mínimo de assinaturas.
Da lista final nacional constam os títulos “O Diário de Anne Frank” e “A Culpa é das Estrelas”, defendidos, na nossa escola, pelas alunas Rita e Inês Melo, respetivamente.
Até ao dia 15 de março, a Rita e a Inês vão fazer campanha pelos seus livros. No dia 16 de março será o dia da reflexão e no dia 17 de março o dia da votação, o dia em que todos vós sereis chamados a votar no livro da vossa preferência: “O Diário de Anne Frank” ou “A Culpa é das Estrelas”.
Assim, até 15 de março, decorre a campanha eleitoral e é nesse âmbito que a Rita e a Inês se disponibilizaram para uma entrevista, em que vão esclarecer o eleitorado, que são todos os alunos do 3º Ciclo, sobre as razões pelas quais os colegas deverão votar num ou noutro livro.

- Olá, Inês! O livro que apresentas à eleição chama-se “A Culpa é das Estrelas”. Podes falar-nos um pouco da história deste livro?

- O livro conta-nos a história de duas pessoas doentes, que se apoiam no dia-a-dia e se apaixonam. Ambas lutam para realizar os seus sonhos sabendo que não iriam viver muito mais tempo. August vivia como se não estivesse doente, e era um rapaz alegre e divertido, mesmo sendo o primeiro a falecer. Foi isso que me emocionou pois ele vivia cada dia como se fosse o último dia da sua vida.

- O livro foi adaptado para cinema. Viste o filme? Gostaste mais da leitura do livro?

Sim, eu vi o filme. Mas de facto, gostei mais da leitura do livro, pois é mais intenso, mais completo, e faz-nos imaginar a história, é como se estivéssemos a vivê- la. Portanto torna-se mais pessoal e sentimental. É uma história triste mas muito bonita.

Rita, quem é o autor de “O Diário de Anne Frank”?

- O autor de “O Diário de Anne Frank” é a própria Anne Frank. O livro fala-nos de uma menina judia que, durante a segunda guerra mundial, teve de se esconder num anexo secreto, em Amsterdão, com outras 7 pessoas. Durante dois anos a família Frank ficou escondida dos nazis, até que, mais tarde, foram descobertos e levados para um campo de concentração. Otto Frank foi, das oito pessoas, o único sobrevivente. Basicamente, o Diário relata o dia a dia de Anne dentro do esconderijo.

Porque consideras “O Diário de Anne Frank” o livro “+ fixe”?

Eu considero “O Diário de Anne Frank” o livro + fixe porque, por um lado, se baseia numa história verídica, por outro lado, ficamos presos à leitura do livro, à espera de saber o que vai acontecer a seguir, se é no próximo capítulo que vão ser apanhados e levados para o campo de concentração.

O que mais te impressionou nesta obra?

Foi o facto de Anne ter de fugir de casa e deixar para trás tudo o que a fazia feliz, e também a forma como a personagem encarava as coisas era impressionante. Anne, mesmo sabendo que poderia não chegar a voltar à sua rotina, não desistiu e lutou até ao fim para ser livre.

Inês, porque é que a escola deve votar no livro “A Culpa é das Estrelas” para “o livro + fixe”?

Na minha opinião, devem votar no livro “ A Culpa é das Estrelas”, porque é um livro fascinante, pela forma como Hazel lida com a vida, o que ela luta para concretizar o seu sonho, a forma como encara a vida sabendo que está doente e que não dura muito mais. Ela é inspiradora. E pela forma como August torna a sua vida difícil numa vida fácil e normal, e finge fumar um cigarro para dar um ar engraçado à sua vida. Esta história é linda e nunca deve ser apagada das nossas memórias e é por isso que devem votar neste livro para o “ + fixe”.

Obrigada às duas pela vossa disponibilidade e boa sorte nestas eleições!

“O Diário de Anne Frank” ou “A Culpa é das Estrelas”, dois livros à votação, baseados em duas histórias reais, ambas extremamente comoventes, razões pelas quais prendem o leitor da primeira à última página.


Temos, assim, caro eleitor, encontro marcado para o dia 17 de março, na biblioteca da escola, para votarmos no “livro + fixe”. Porque ainda não possuem cartão de eleitor, pedimos que tragam convosco o cartão de estudante.
IPO e Ecopilhas agradecem

Como é do conhecimento da comunidade escolar, durante o mês de dezembro, todos os pedidos de recolha de pilhas e baterias usadas reverteram a favor do Instituto Português de Oncologia (IPO).

No âmbito desta campanha, a Ecopilhas recolheu um total de 2,6 milhões de pilhas e baterias usadas. Este resultado irá contribuir para a evolução tecnológica do Serviço de Otorrinolaringologia do IPO, através da doação de um equipamento de observação clínica.

O Serviço de Otorrinolaringologia é uma área-chave do IPO, realiza aproximadamente 9.300 consultas por ano, nas quais são efetuadas cerca de 2.000 técnicas de endoscopia de diagnóstico e acompanhamento. A aquisição do equipamento de observação clínica é crucial em ambiente de consulta e na realização dos exames endoscópicos. O equipamento é constituído por uma cadeira de observação e por móvel de apoio, e irá possibilitar um posicionamento dos doentes mais favorável, de forma a permitir uma melhor análise e execução da técnica endoscópica. Simultaneamente, oferece maior conforto para o doente e permite a integração de todos os equipamentos necessários à observação e às técnicas endoscópicas, facilitando o trabalho clínico dos profissionais.

O contributo da nossa Escola na campanha Pilhão vai à Escola foi essencial e determinante na ajuda a esta causa, pelo que o IPO e a Ecopilhas muito agradecem.

Para ajudar, basta colocar pilhas e baterias usadas nos pilhões espalhados pela escola.
A missão de proteger o ambiente prossegue, continuamos a contar com o contributo de todos!


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

7 de fevereiro - Dia da Internet Segura




Comemorou-se, a 7 de fevereiro, o Dia da Internet Segura, que tem como objetivo promover uma utilização mais segura, inclusiva e mais responsável das tecnologias online e telefones móveis, especialmente entre as crianças e jovens em todo o mundo.
Aliando-se a estas comemorações, a Biblioteca Escolar  promove, até ao dia 16 deste mês, atividades que pretendem contribuir para a utilização crítica, consciente e segura da Internet. Assim, para as turmas do 7º ano, serão desenvolvidas ações de formação subordinadas ao tema “Como pesquisar na Internet”. Nas turmas do 9º ano, os alunos serão convidados, em sessões de sensibilização, a refletirem sobre a utilização que fazem da Internet no seu dia-a-dia e sobre os perigos que correm ao navegarem na rede.