segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A determinação faz-nos vencedores…

Imagine-se num local distante, sem ninguém, sem dinheiro, sem meios de comunicação e com vontade de regressar a casa? O que faria?
Este desafio foi realizado por Ricardo Frade, consultor financeiro e coach de programas de desenvolvimento financeiro que, no passado dia 16 de novembro, veio à nossa escola falar dessa aventura apresentada no seu livro/projeto “Pé Descalço”.
Para além do livro, Ricardo falou também do seu projeto de apoio a crianças a viver longe das suas famílias. Esta ação humanitária tem rosto na instituição “Mundos de Vida” que tenta proporcionar um programa de acolhimento familiar com o propósito de devolver às crianças um ambiente de conforto, segurança e carinho que as faça crescer de forma saudável e equilibrada.
Foi num auditório repleto de alunos e professores que Ricardo Frade falou então da sua experiência. Logo nos primeiros minutos, os participantes embarcaram com entusiasmo na aventura, seduzidos, desde logo, pela forma fácil, persuasora e entusiasmante de comunicar.
Envolvidos na aventura, percorremos com ele a história da sua vida, contada no seu livro. Dessa forma, pretendeu passar a mensagem de que a determinação com que enfrentamos os nossos problemas quotidianos e procuramos soluções eficazes faz de nós pessoas mais felizes e vencedores.





Necessidades Educativas Especiais na obra de Margarida Pogarell 

No passado dia 25 de outubro, pelas 11 horas, tivemos o privilégio de receber a escritora Margarida Pogarell na nossa Escola. Embora seja frequente sermos presenteados com a visita de escritores, não é tão habitual termos contacto com a escrita ao serviço de temas alusivos a questões como a inclusão e as necessidades educativas especiais.
Este encontro, organizado pelo Serviço de Educação Especial em articulação com a Biblioteca Escolar, contou com a colaboração atenta e dedicada das professoras de português das turmas envolvidas na atividade, as turmas do 7.º ano de escolaridade e do 11.º e 12.º anos de Currículo Específico Individual (CEI). Contou ainda com a participação dos alunos do 12.º E, turma da qual fazem parte o grupo de alunos do 12.º CEI.
 A iniciativa, onde se pretendia a abordagem da temática da inclusão de alunos com necessidades educativas específicas através da apresentação da obra “Acácia e os Fantasminhas”, teve como momentos altos a dramatização de um capítulo da obra (onde se aborda o tema da frustração), a leitura de um poema sobre a personagem principal da história, pelo próprio autor, aluno do 7.º ano (enviado para o concurso literário associado à obra) e a entrega de uma carta e de um presente autografado, destinados a serem remetidos à Acácia, a menina que deu nome à obra e inspirou a autora a escrever sobre as suas VIVÊNCIAS ESPECIAIS.
 No final, seguiu-se um estimulante debate, onde foram colocadas questões de grande pertinência, ao ritmo de um marcado entusiasmo. Num primeiro momento evidenciaram-se perguntas previamente pensadas e ponderadas com os professores colaboradores do encontro. Porém, a riqueza das reflexões e o percetível impacto da mensagem nos alunos, rapidamente levou a um “levantar de braços” associado a um novo conjunto de indagações, com tanto de espontâneo como de profundo e emocionante.
Pela dedicação de toda a equipa de organizadores e colaboradores, pelo entusiasmo dos participantes e pela riqueza das ideias transmitidas, tudo indica que VALEU A PENA!








Sem comentários: