quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Dia da Internet Segura
 

Comemora-se, a 10 de fevereiro, o Dia da Internet Segura, que tem como objetivo promover uma utilização mais segura, inclusiva e mais responsável das tecnologias online e telefones móveis, especialmente entre as crianças e jovens em todo o mundo.

Aliando-se a estas comemorações, a Biblioteca Escolar  promove, ao longo desta semana, atividades que pretendem contribuir para a utilização crítica, consciente e segura da Internet. Assim, para as turmas do 8º ano, serão desenvolvidas ações de formação subordinadas ao tema “Como pesquisar na Internet”. Nas turmas do 9º ano, os alunos serão convidados, em sessões de sensibilização, a refletirem sobre a utilização que fazem da Internet no seu dia-a-dia e sobre os perigos que correm ao navegarem na rede.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

As palavras também têm PH - Newton gostava de ler

Na passada terça-feira, a equipa da BE promoveu mais uma sessão no âmbito do projeto “Newton gostava de ler”. Assim,  leitura e ciência marcaram novamente encontro na Biblioteca Escolar, desta feita, para, partindo da leitura de alguns excertos do livro Flor de Mel, de Alice Vieira, realizar uma atividade prática de Ciências Naturais e Físico-Química. A sessão, intitulada "As palavras também têm PH" foi orientada pela professora bibliotecária, Fernanda Vilarinho, e pelas professoras Alexandra Costa e Albertina Torres, das disciplinas de Ciências Naturais e Físico-Química, respetivamente.



A sessão começou pela leitura de alguns excertos deste livro, que conta a história de uma menina chamada Melinda que, depois da morte da avó, tem vivido em sombrias casas de acolhimento. Agora encontrou calor e segurança com a mãe Joana e o André pequeno. Lembra-se de uma mulher que lhe fazia festas e cantava: «Flor de mel, Flor de Mel, Flor de Mel à Flor da pele.» As explicações da avó Rosário, semelhantes a contos de fadas, para a inexplicável ausência da mãe dão a Melinda algo a que se agarrar. "Melinda gosta do som das palavras(...) Palavras que embalam como as histórias da avó Rosário à luz mansa dos candeeiros de vidro fosco. Palavras de pele muito macia, como a pele da mãe, perfumada de âmbar e sândalo e almíscar. Porque todas as palavras têm pele, e sabor, e cor e cheiro(...)"

A seguir, foram muitos os momentos de descoberta: os alunos identificaram os constituintes de uma flor; extraíram da mesma um indicador natural de pH e testaram o caráter ácido e básico de algumas soluções utilizadas no dia-a-dia.






E as palavras passaram também a ter PH: o vinagre é uma solução ácida, a água com sabão é básica, a água salgada é neutra...

Foi fantástico ter tantos tubos de ensaio, soluções coloridas e cientistas na Biblioteca!