quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

 


 Dia Internacional da Filosofia

No dia 18 de novembro, para celebrar o Dia Internacional da Filosofia, as docentes de Filosofia, Amália Ferreira, Ana Maria Barbosa e Margarida Santos, em articulação com a Biblioteca Escolar, no ano em que se assinala o Centenário de José Saramago, propuseram o tema “Negativismo(s)”, partindo do mote “Cegos, que vendo, não veem”, da obra «Ensaio sobre a Cegueira». As referidas docentes prepararam os alunos dos 10.º e 11.º anos, com uma seleção de textos, de caráter filosófico e/ou científico, incentivando-os à reflexão crítica autónoma, ao questionamento da informação dos Media e das denominadas redes sociais, à inovação no pensamento, numa era em que, como nunca, são tão essenciais essas competências.

Os alunos, durante duas semanas, após a leitura individual dos referidos textos, dedicaram-se a projetar as suas ideias em papel e a “dar vida” aos seus pensamentos através de reflexões esparsas, sendo que, nas turmas de Artes, construíram-se desenhos e cartazes, posteriormente expostos no pavilhão B da Escola.

Os debates interturmas desenvolveram-se na quinta-feira e sexta-feira, dias 18 e 19 de novembro, mobilizando perto de quatrocentos alunos, que intervieram a propósito, com liberdade e responsabilidade, respeitando as regras de uma discussão de ideias e/ou aprendendo a gerir uma assembleia interventiva.

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

"Miúdos a votos: quais os livros + fixes?"

Pelo 7.º ano consecutivo,  a Escola, através da sua Biblioteca, aderiu à iniciativa “Miúdos a votos: quais os livros mais fixes?”, promovida pela revista VISÃO Júnior e pela Rede de Bibliotecas Escolares.

Gostaríamos de lembrar que os alunos têm até 30 de novembro, a próxima terça-feira, para propor o seu livro preferido como candidato às eleições nacionais de 'Miúdos a Votos'. 

Prosa, poesia, teatro, banda desenhada - qualquer livro pode ser apresentado como candidato. Cada aluno deve ser totalmente livre de propor aquilo que quiser, podendo este ser um momento para o professor perceber quais são os gostos do aluno, para lá dos programas e objetivos escolares. 

Para o aluno apresentar o seu candidato, basta aceder ao formulário disponível em bit.ly/3jHUlyT, ou em visaojunior.pt. Terá apenas de colocar o nome do livro, o autor, a escola a que pertence e o ano de escolaridade. Se o livro pertencer a uma coleção, será necessário indicar o título completo ou o número do volume dentro da coleção. 

A partir dos livros mais votados no último ano, o Plano Nacional de Leitura elaborou uma série de sugestões de títulos que podem interessar aos alunos. Encontrá-las-á aqui.

Esta primeira fase de 'Miúdos a Votos' corresponde à apresentação de candidaturas numas eleições políticas. Fazendo um paralelismo com as eleições legislativas que se vão realizar a 30 de janeiro, os alunos propõem os seus candidatos, tal como os partidos têm de apresentar as suas listas de candidatos a deputados até 20 de dezembro.

Os livros que reunirem maior números de candidaturas serão aqueles que irão às eleições nacionais. Os nomes dos títulos serão anunciados até 6 de janeiro.

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

 Visita à exposição "Dimensão humana", de Nadir Afonso

Na última quarta-feira, dia 10 de novembro, as turmas B e C do 8.º ano deslocaram-se ao Fórum Cultural de Ermesinde para visitarem a exposição "Dimensão humana", de Nadir Afonso. Esta atividade, inserida no projeto "Ler...observar...pensar", promovido pela Biblioteca Escolar, em articulação com as disciplinas de Português e Educação Visual, teve como objetivos assinalar o centenário de nascimento de Nadir Afonso, conhecer a vida e obra do pintor, consolidar conhecimentos adquiridos em sala de aula, e desenvolver hábitos de cidadania.

Os alunos, acompanhados pela professora bibliotecária, Fernanda Vilarinho, e pelas docentes de Educação Visual, Amélia Santos, e de Português, Júlia Pereira, foram divididos em dois grupos. Enquanto um grupo visitava a exposição e respondia a um questionário, previamente elaborado pelas professoras responsáveis pela iniciativa, o outro grupo desenhava, em perspetiva, as arcadas do edifício, que fora, outrora, uma fábrica de cerâmica.

Ambas as tarefas foram desempenhadas com entusiasmo e afinco por todos os alunos, cujo comportamento exemplar permitiu que os objetivos desta atividade fossem plenamente atingidos. Estão de parabéns os alunos, mas também os professores pela organização da iniciativa!










 Sessões de formação PORDATA

No passado dia 4 de novembro, realizaram-se sessões de formação PORDATA online. A partir da sala de aula, 10 turmas do Ensino Secundário estiveram em contacto com a formadora Mariana Vieira de Campos, da Fundação Francisco Manuel dos Santos. É objetivo desta formação proporcionar as competências necessárias para explorar os recursos e as potencialidades pedagógicas da PORDATA no âmbito do trabalho curricular, assim como contribuir para algumas literacias fundamentais do nosso tempo: a literacia digital, a estatística e a de informação.







terça-feira, 2 de novembro de 2021

 "O Caldo de Pedra" - Conto encenado

Inserida, ainda, no tema do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, vai o 8.ºC apresentar aos colegas das turmas do 7.º e 8.º anos de escolaridade, uma encenação do conto tradicional "O Caldo de Pedra".

Contos, fábulas e lendas são algumas das narrativas populares e tradicionais que foram passando de geração em geração até aos nossos dias. Muitas dessas histórias foram transmitidas oralmente até que alguns escritores as compilaram e registaram por escrito. O conto tradicional "O Caldo de Pedra" foi recolhido pelo escritor Teófilo Braga.

Depois de assistirem à dramatização do conto, os alunos serão convidados a responder a um pequeno questionário, através dos seus telemóveis.




quinta-feira, 28 de outubro de 2021

"O Padlet é fácil ! "

A Biblioteca Escolar promoveu, durante o mês de outubro, sessões de formação sobre a ferramenta digital Padlet. Integradas no projeto “Literacia da Informação e Digital”, estas sessões foram dirigidas a alunos do 10.º e 11.º ano de escolaridade.

O Padlet é uma aplicação web que permite a criação de um mural onde os utilizadores podem colocar a informação que quiserem, em qualquer parte do quadro, em colunas ou em outros formatos propostos. Interessante para criar diários de aprendizagem, discutir ideias, partilhar informação, entre outros aspetos. Muito simples de usar e com grande potencial educativo, possibilitando o desenvolvimento do trabalho colaborativo.



segunda-feira, 18 de outubro de 2021

 "Biblioteca Escolar - um tesouro a descobrir"

No decorrer das próximas semanas, convidamos os novos alunos a descobrirem o espaço, os recursos e as valências da Biblioteca Escolar, numa sessão de esclarecimento chamada "Biblioteca Escolar - um tesouro a descobrir"

Durante a sessão, imbuídos de um espírito explorador e aventureiro, os alunos são desafiados a descobrir os tesouros da BE, respondendo a um questionário que pode ser acedido aqui.

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

 “Newton gostava de ler” - “A arte de contar”

Durante esta semana, decorreu, na biblioteca escolar, em várias sessões, a atividade “A arte de contar”, integrada no projeto “Newton gostava de ler”. A partir da leitura de alguns excertos do livro O homem que sabia contar, de Malba Tahan, os alunos foram chamados a resolver enigmas matemáticos. 



O protagonista desta história é Beremiz Samir, um humilde pastor persa do século XIII, exímio na arte de contar. Beremiz é capaz de contar com precisão o número exato de flores de um jardim, os camelos de uma cáfila, as ovelhas de um rebanho ou as abelhas de um enxame.
Um dia, este dom é descoberto e Beremiz é, então, convidado a ir para Bagdad, no Iraque, a fim de solucionar vários problemas e enigmas, que ele consegue resolver com rigor e simplicidade matemática.

Cada turma do 7.º ano foi organizada em quatro grupos que se empenharam na resolução dos enigmas retirados do livro: “A herança dos camelos”, “Os quatro quatros” e “Os vasos de vinho e os três sócios”. Foi muita a animação e o entusiasmo que a discussão dos enigmas e a busca da solução gerou. Todos queriam ser os mais rápidos e mostrar às professoras presentes (Sara Filipe e Fernanda Vilarinho) e aos colegas, as suas habilidades ao nível do cálculo mental. No fim, os grupos discutiram e apresentaram as suas conclusões.
Esta atividade ilustra na perfeição como a Literatura se pode transformar na melhor maneira de ensinar e aprender Matemática. 







segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Mês Internacional da Biblioteca Escolar


Outubro foi definido pela International Association of School Librianship IASL) como o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE). Este ano o tema do MIBE é "Contos de fadas e contos tradicionais de todo o mundo".
Como habitualmente, a nossa Biblioteca Escolar assinala este Mês com a realização de várias iniciativas.


sexta-feira, 24 de setembro de 2021

8.ª edição do Projeto Mentoria Interpares na ESHM

No passado dia 16 de setembro, os alunos mentores do 12.º ano de escolaridade deram início a mais uma edição do Projeto Mentoria Interpares na Escola Secundária Henrique Medina, marcando o começo de mais um ano letivo.
O Projeto Mentoria Interpares visa promover a integração dos novos alunos no seu grupo/turma e na Escola. Os alunos mentores devem desenvolver responsabilidade e capacidades interpessoais, partilhando diretrizes que auxiliem aqueles que neste momento iniciam um novo percurso escolar, procurando sempre conservar a missão da Escola e a aquisição dos seus valores.
Neste sentido, e como aluna mentora, passo a partilhar o que tem sido a minha experiência neste projeto. O meu primeiro contacto com o referido projeto ocorreu no meu 7.º ano. Relembro a admiração que senti por aqueles “grandes” que me incutiram valores e ideais do que é ser um Medina. A partir desse momento, guardei a ideia e o entusiasmo de passar estes princípios e aspirações a outros. Até que chegou a oportunidade de ser, eu própria, mentora.  
No início do ano letivo, os mentores intervieram na receção dos novos alunos da Escola. É importante referir que se consideram alunos novos aqueles que frequentam, pela primeira vez, a nossa Escola, quer no 7.º ano, quer no 10.º ano dos Cursos Científico-humanísticos, e 1.º ano dos Cursos de Formação e Educação Profissional. 
No âmbito deste projeto, foram organizadas várias sessões de formação, nas quais se apresentaram todos os protocolos e tarefas a realizar durante a receção. Os grupos foram formados e sorteados entre as turmas a orientar e, entre eles, divididas as tarefas. 


Chegou, então, o dia do acolhimento. Vestidas as camisolas que nos identificavam orgulhosamente como Medinas, demos início à missão. As nossas tarefas passaram por apresentar o projeto aos alunos e pais, assim como transmitir o Código de Conduta e Disciplina da nossa Escola. Naquele momento, perante aquelas pessoas, foi realmente percetível a responsabilidade que cai sobre nós. Durante as reuniões das turmas que nos foram atribuídas também auxiliamos os diretores de turma e mostramo-nos disponíveis para o esclarecimento de qualquer dúvida. 
De seguida, procedemos às visitas guiadas à Escola, esclarecendo as funcionalidades e peculiaridades de cada espaço, e apresentando as pessoas que neles trabalham. Explicamos o modo de funcionamento do Cartão Eletrónico e até partilhamos alguns conselhos pessoais, decorrentes da nossa experiência enquanto alunos da Escola. 
Saliento, assim, o balanço muito positivo do que foi o primeiro contacto com este projeto, o quão importante e marcante foi a nossa presença, para nós (mentores) e para os novos alunos. Estes serão acompanhados ao longo do ano pelos seus respetivos mentores, que estarão sempre disponíveis para os ajudar no que for necessário, acompanhando-os no seu percurso escolar. 
Com o arranque deste novo ano letivo e de mais uma edição do Projeto Mentoria Interpares da nossa Escola, nós, mentores, esperamos poder crescer pessoalmente e desenvolver empatia, responsabilidade e espírito cooperativo, tal como esta iniciativa pretende.
Um agradecimento muito especial à excelente equipa de Psicólogos da nossa Escola, Dr. Miguel Durães e Dr.ª Paula Martins, à Professora Bibliotecária, Fernanda Vilarinho, e à Direção do estabelecimento, cujo esforço, apoio, dedicação e constante preocupação ajudou a tornar este projeto possível e memorável. 
Desejo que este projeto, e outros projetos como este, continuem a crescer e a ser desenvolvidos na Escola, de modo a que os futuros alunos sejam tão bem recebidos e acolhidos como nós fomos, e como tentamos acolher.

Um grande obrigada da vossa mentora e aluna,
Lara Costa, 12.ºB

O que disseram os mais novos sobre o Dia da Receção na ESHM:

“Gostei muito da ideia de termos mentores a acolher-nos." Maria Faria

“Gostei muito da maneira como nos ajudaram a perceber a dinâmica da escola e de como nos apresentaram os espaços, com simpatia, dando explicações simples e explícitas, para além de serem atenciosos e acolhedores.” César Neto

“Eu achei esta iniciativa interessante, pois eles explicaram “o que é ser um Medina”, que é ter respeito pelos colegas e professores em geral (…)”, João Gabriel

“Achei bonita a atitude desses alunos mais velhos ao voluntariarem-se para ser nossos mentores.” Beatriz Jaques

sexta-feira, 18 de junho de 2021

 Resultados do Concurso de Fotografia "Esposende Confinado"

Já são conhecidos os resultados do Concurso de Fotografia, este ano, subordinado ao tema "Esposende Confinado".

1.º lugar - João Matos, 12.º B


2.º lugar - Raquel Lopes, 12.º B


3.º lugar - Miguel Coutinho, 12.º B



quinta-feira, 10 de junho de 2021

10 de Junho - Dia de Portugal

No Dia de Portugal, partilhamos o poema "A largada", de Miguel Torga, pela voz do professor Ulisses Mota.





Sendo também este o dia dedicado a Luís Vaz de Camões, apresentamos, a seguir, um trabalho, realizado pelas alunas Débora Fernandes e Constança Ferreira, do 10.ºA, no âmbito da disciplina de Português, sobre as estâncias 105 e 106, Canto I, de "Os Lusíadas".



segunda-feira, 31 de maio de 2021

Projeto SOBE 


O Projeto SOBE (Saúde Oral nas Bibliotecas Escolares) é uma iniciativa da Direção Geral de Saúde, do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares, que visa contribuir para a alteração dos comportamentos ligados à saúde oral através de atividades de leitura atrativas e estratégias de aprendizagem divertidas. 
Para a concretização deste propósito, a Biblioteca Escolar contou com a preciosa colaboração dos alunos do 1.º ano Curso Profissional Técnico de Auxiliar de Saúde, e das professoras Ana Maria Pinto e Natércia Mateus, que, no dia 28 de maio, se deslocaram à Escola Básica de Esposende, para dinamizarem, junto de duas turmas do 2.º ano de escolaridade, uma sessão, que se dividiu em duas partes: na primeira, os alunos mais velhos realizaram um pequeno teatro que serviu para expor a temática e exemplificar a higienização dos dentes, recorrendo à maquete de uma cavidade oral construída pelos próprios. Seguiu-se uma atividade lúdica e interativa, com a participação entusiasta dos mais pequenos, que tiveram de responder a um questionário para verificar se haviam estado atentos ao primeiro momento.
A parceria estabelecida entre as bibliotecas da Escola Secundária Henrique Medina e do Agrupamento António Correia de Oliveira resultou numa iniciativa bastante enriquecedora, quer para os nossos alunos do curso profissional, quer para os mais novos, pelas competências e conhecimentos adquiridos.







sexta-feira, 28 de maio de 2021

Sessões de formação PORDATA

Iniciámos esta semana com uma sessão de formação PORDATA , desta vez, à distância! A partir da sala de aula, os alunos do 10.ºF estiveram em contacto com a formadora Mariana Vieira de Campos, da Fundação Francisco Manuel dos Santos. É objetivo desta formação proporcionar as competências necessárias para explorar os recursos e as potencialidades pedagógicas da PORDATA no âmbito do trabalho curricular, assim como contribuir para algumas literacias fundamentais do nosso tempo: a literacia digital, a estatística e a de informação.

 CEB na Escola

Na sexta-feira, dia 21 de maio, tivemos a honra de receber, mais uma vez, na nossa escola, três investigadores da Universidade do Minho, concretamente, do CEB, Centro de Engenharia Biológica.

A sessão, a que assistiram as turmas 9.ºA e 12.ºA, decorreu no âmbito do Programa Cientificamente Provável, resultante de uma parceria celebrada entre a Universidade do Minho e a Biblioteca Escolar. São objetivos deste Programa, entre outros, contribuir para a aproximação entre os Ensinos Básico, Secundário e Superior através das bibliotecas e motivar os jovens para a aquisição de conhecimentos e para o prosseguimento de estudos.

A investigadora Luciana Peixoto começou por fazer a apresentação do CEB e da sua oferta educativa. Seguidamente, o investigador Artur Ribeiro, em representação da linha de Biotecnologia aplicada à saúde, abordou o tema “O potencial das proteínas como agentes cosméticos”. Por fim, a investigadora Ana Cristina Pinheiro falou do futuro da alimentação e de como a ciência pode transformar a forma como comemos, representando, assim, a linha de Biotecnologia Alimentar.

Infelizmente, não houve tempo para questões, no entanto, os palestrantes deixaram um convite aos alunos para, através da aplicação Slido, colocarem as suas dúvidas.

Estamos certos de que as temáticas abordadas foram ao encontro dos interesses dos nossos jovens e agradecemos, aos ilustres convidados, a disponibilidade.



quinta-feira, 27 de maio de 2021

“Quem sabe +?” – uma aula de Filosofia na Biblioteca

No passado dia 21 de maio, os alunos do 10.ºA deslocaram-se à biblioteca para terem uma aula de Filosofia diferente.

Com o objetivo de, por um lado, usar o jogo interativo e a componente lúdica como elementos potenciadores da aprendizagem e do gosto de aprender e, por outro lado, fomentar a colaboração e o espírito de entreajuda dos alunos, a Biblioteca Escolar e a professora de Filosofia, Amália Ferreira, propuseram aos alunos da referida turma a criação de um jogo interativo, usando a ferramenta digital Kahoot.

Para tal, a turma foi dividida em grupos, e cada um construiu cinco questões, com base nos conhecimentos adquiridos na sala de aula e através de pesquisas realizadas na biblioteca.

Por fim, reunidos na biblioteca, foi com grande entusiasmo que todos participaram no jogo respondendo, a partir dos telemóveis, à totalidade das perguntas criadas. Venceu o grupo que respondeu, correta e mais rapidamente, ao maior número de questões. E com esta atividade se provou que a Filosofia também pode ser divertida!



segunda-feira, 10 de maio de 2021

Ciclo de Cinema Francês


Tem início hoje, e decorrerá durante toda a semana, no auditório B04 da escola, mais um "Ciclo de Cinema Francês", uma iniciativa promovida pelos professores de Francês, numa parceria com a Biblioteca Escolar. Serão exibidos os seguintes filmes:



"Taxi 5"
, de Franck Gastambide 

"Les Intouchables", de Eric Toledano e Olivier Natache 

"Qu'est-ce qu'on a fait au bon Dieu", de Philippe de Chauveron

"Mammuth", de Benoît Delépine e Gustave Kervern

"La famille Bélier", de Éric Lartigau.





segunda-feira, 3 de maio de 2021

 IV Concurso de Fotografia


Está a decorrer o IV Concurso de Fotografia, subordinado ao tema "Esposende confinado", e cujo regulamento pode ser consultado aqui. Neste concurso estão envolvidos os alunos do 12.º ano, da disciplina de Aplicações Informáticas, e respetivo professor, Carlos Mendonça, em parceria com a Biblioteca Escolar. Este concurso visa desenvolver a capacidade de observação, abordar o tema da imagem e promover o gosto pela fotografia. 
Apresentamos, a seguir, as dez fotografias finalistas, selecionadas por um júri nomeado para o efeito, e que se encontram, a partir de hoje, e durante todo o mês de Maio, sujeitas a votação pública online.
Escolha a fotografia da sua preferência e vote aqui.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

quarta-feira, 28 de abril de 2021

"Miúdos a votos: quais os livros + fixes" 

Resultados da votação na ESHM

A nossa escola aderiu, pelo 6.º ano consecutivo, à iniciativa “Miúdos a votos: quais os livros mais fixes?”, promovida pela revista VISÃO Júnior e pela Rede de Bibliotecas Escolares. Esta iniciativa visa, para além de promover o livro e a leitura, dar a conhecer em profundidade como se desenrola um processo eleitoral e para que serve, dando voz às crianças e jovens portugueses, habitualmente pouco auscultados em processos de decisão que lhes dizem respeito, ajudando a formar cidadãos de pleno direito.

Depois de as escolas, através das Bibliotecas Escolares, terem procedido à sua inscrição, manifestando interesse em participar nesta iniciativa – o que corresponde, num ato eleitoral, à fase de recenseamento – os alunos, até ao 9.º ano de escolaridade, apresentaram a sua candidatura, com a proposta de um livro cuja leitura tenham gostado particularmente.

A partir de todos os títulos apresentados pelos alunos do país foi constituída uma lista final nacional. Para entrar na referida lista, cada livro proposto teve que reunir um número mínimo de 20 candidaturas a nível nacional, tal como um candidato a umas eleições presidenciais tem que apresentar um número mínimo de assinaturas.

Da lista final nacional constavam os títulos “Meu pé de laranja Lima”, de José Mauro de Vasconcelos, e "O Principezinho", da autoria de Antoine Saint-Exupéry, defendidos, na nossa escola, pelos alunos do 9.ºA e 9.ºE, respetivamente. Com o intuito de colherem o maior número de votos possível, estes alunos desenvolveram várias ações de campanha - elaboração de cartazes, gravação de podcasts e sessões de esclarecimento junto de todas as turmas do 3.º Ciclo.

Depois da campanha eleitoral levada a cabo por estes alunos, teve lugar o dia da votação, a 27 de abril Todos os alunos do 3.º Ciclo foram chamados a votar num dos 20 livros candidatos a nível nacional. De forma cívica, aguardavam pela sua vez, até passarem pela mesa de voto, recolhiam o boletim de voto e dirigiam-se para trás de um biombo, para, sigilosamente, escolherem o livro da sua preferência. 

Terminado o escrutínio, verificou-se, com agrado, que a campanha surtiu efeito, pois os livros mais votados na escola foram “O Principezinho”, seguido de "O Meu pé de laranja lima", colhendo 73 e 36 votos, respetivamente, de um total de 264.